Como se posicionar e produzir conteúdo para Redes Sociais?

Quer estar presente nas Redes Sociais, mas não sabe como se posicionar e produzir conteúdo? Este artigo é para você!
redes sociais

Cada vez mais se torna mais importante estar presente nas redes sociais. Seja como pessoa física ou com o seu próprio negócio, o Facebook, Instagram, LinkedIn, entre outras, são ferramentas essenciais para se destacar no mercado de trabalho. 

Pensando nisso, o professor de Marketing e TI Aplicada a Negócios na FAPUGA, Rogério Matofino, trouxe em uma de suas palestras no Workshop Gestão e Negócio o tema “Como se posicionar e produzir conteúdo para rede social”. 

Refletindo na frase de Don Schultz “As pessoas querem ouvir histórias, mas as marcas não contam mais histórias. Elas estão muito ocupadas com gimmicks, gizmos, aplicativos, celebridades, ofertas, preços e promoções”, o profº Rogério inicia sua palestra falando da importância sobre contar uma boa história.

“No geral, vemos muita preocupação com likes, aplicativos, no produto e no serviço, e o que as pessoas querem não é saber sobre isso, mas sim histórias. E para contarmos uma boa história envolve mostrar emoções e o que é real. As pessoas precisam te acompanhar nas redes sociais e se sentirem sua amiga”, explica. 

Professor Rogério Matofino

A rede social precisa ser uma extensão do mundo real, com a finalidade de contar o contexto do dia a dia e fazer com que seus clientes te conheçam melhor através da tela do celular e, quando te encontrarem pessoalmente, veja que é igual ao que você posta. 

Mas para você entender melhor sobre como se posicionar e produzir conteúdo para as redes sociais, é necessário que você entenda a transformação que essa era do marketing passou. 

Transformação do marketing: o novo formato de produzir conteúdo

Há muito tempo o marketing começou uma transformação em seu formato para divulgar um produto, ou uma empresa, ou uma ideia, ou um negócio. E realizar uma transformação envolve pessoas, processos, estratégias e tomadas de decisão.

A primeira era do marketing, conhecido como MKT 1.0, o objetivo principal de uma empresa era vender o seu produto. Após isso, a estratégia do MKT 2.0 girava em torno do cliente e em uma estratégia de divulgação para satisfazer o cliente. Já na fase do MKT 3.0, a preocupação era o valor de um ideal, sobre como fazer do mundo um lugar melhor. E na fase 4.0, onde nós estamos, é priorizada a colaboração, de forma que o cliente é envolvido e participa da tomada de decisão.

“Quando você está na rede social, você não está falando para um volume de pessoas, para uma massa, é para uma única relação, um para um. Por exemplo, todas as vezes que entrei no perfil da Juliette [ex-BBB e grande celebridade nos últimos tempos, com alto engajamento] para observar como ela se comunica e se posiciona, e ela sempre está falando de ‘um para um’, exceto quando ela fala ‘meus cactos, mas neste momento ela abraça o seu público. Mas a todo momento, ela mantém a personalidade e a humanização”, exemplifica o professor. 

Além disso, quando falamos de valor, é preciso mostrar funcionalidade, empatia, colaboração em cada publicação, para que seu público sinta-se parte do seu negócio. E tudo isso é através das histórias. 

Após entender essas fases da comunicação, você pode compreender melhor sobre como posicionar e produzir conteúdo para redes sociais. 

Como aplicar essa comunicação para seus clientes? 

Para que você envolva e engaje seus clientes, é preciso atender as necessidades e expectativas do seu público. “Colocar conteúdo numa rede social é uma prestação de serviço, um acompanhamento”, aponta o professor. 

Por isso é mais do que necessário realizar uma jornada do paciente ou cliente, e oferecer conteúdo de acordo com o que o seu seguidor necessita naquele momento. Faça um planejamento de acordo com o contexto que a sua persona está inserida. 

Posicionamento: qual o melhor canal para o meu negócio?

Certamente, todos já se perguntaram sobre qual era o melhor canal ou ferramenta para estar presente na internet e se posicionar, não é mesmo? E para esclarecer da melhor forma possível, o professor Rogério exemplificou alguns casos comuns dos canais ideais para cada serviço. Veja:

Sobre carreira: LinkedIn, conteúdo mais técnico e network

Sobre empreendedorismo feminino: Facebook, Instagram, onde tem grupos

Sobre Educação: Youtube, você como fonte de pesquisa

Sobre Lavanderia: Google Meu Negócio, por conta de localização

Sobre beleza: Instagram, pelo apelo visual, de mostrar um antes e depois, por exemplo

Falando sobre produtos, o professor aconselha:

Sobre Auto peças: Youtube, fonte de conteúdo e informação

Laser (médico/dermatologia): Instagram, a fim de mostrar os resultados

E o professor ressalta que “dá para gerar um conteúdo refletindo o mundo real dentro do digital”. E isso é essencial para seu sucesso no universo das redes sociais.

Quais são os tipos de conteúdo que devo colocar na internet?

É muito mais comum do que você imagina as pessoas também terem dúvidas acerca do formato e tipo de conteúdo que vão postar. Vídeos de dancinha? Imagens? Como são as fotos? Para encontrar a resposta, é preciso analisar alguns fatores.

“O seu trabalho é mais racional ou emocional? Está ligado a reconhecimento ou tomada de decisão? Você, como profissional que se mostrará na rede social através de um conteúdo, quer educar, inspirar, entreter ou convencer as pessoas? Eu como professor, costumo postar conteúdos com um aspecto de inspiração, por exemplo, acabo de dar uma aula, ou workshop, ou evento e posto uma foto deste momento”, conta o professor.

Ao compreender o seu propósito dentro da rede social e qual é o melhor canal para você estar presente, o professor explica uma maneira de criar o conteúdo de forma organizada e com antecedência.

  • Data: é importante definir as datas dos seus posts
  • Território: que seria o tema do seu post
  • Jornada: lembra sobre as jornadas que comentamos lá em cima? É necessário identificar para qual fase do público será direcionado seu post
  • Pilar: qual é a categoria que você está gerando a informação
  • Persona: qual a pessoa ideal que vai receber seu conteúdo? Paciente, empreendedor, colega de trabalho?
  • Canal: onde será publicado? Instagram, Facebook…
  • Formato: o assunto cabe melhor em um texto ou um vídeo explicativo? De repente um carrossel de imagens supre a necessidade de passar a informação que quero? É aqui que você decide.
  • Headline: o modelo do conteúdo que você vai produzir, por exemplo, dicas, informativo, reflexivo. Qual é a linha editorial do seu conteúdo?
  • Legenda: o texto que vai em sua publicação. 

“Saiba que você gera conteúdo o dia inteiro, seja respondendo e-mail, mandando uma mensagem, respondendo a pergunta de alguém, então se aproprie deste conteúdo que você está gerando, organize em uma planilha e publique na rede social”, ensina.

Depois que você trabalha no conteúdo e publica, é preciso ver o resultado dele. Afinal, você precisa saber se as pessoas estão gostando do que você está produzindo e, assim, continuar no mesmo caminho. Ou, senão, mudar de estratégia. 

Para isso, é preciso se atentar na interação que o seu conteúdo gerou, através de visualizações, likes, comentários e compartilhamentos. 

“O que é sucesso nas redes sociais? Likes, seguidores, venda, reputação? Você vai descobrir o que é o sucesso no seu caso. Para mim, o meu grande valor e sucesso na internet, são as conversas e reputação que é construída de pouco em pouco”, conta. 

Tripé essencial para sustentação nos canais digitais

O professor ressalta a importância de estar presente nas redes sociais em sua palestra, mas mais do que isso, ele afirma que é importante começar, você sentindo-se preparado ou não. 

E para que tenha sucesso em sua jornada digital, Rogério finaliza separando três conselhos, resumidamente, para você seguir e se dar bem nas redes sociais:

  1. Posicionamento

Escolha o melhor formato, canal e o que colocar em cada plataforma de maneira estratégica.

  1.  Cadência/Frequência

Tenha um cronograma de publicações, não abandone as redes sociais, tenha frequência. Publique, ao menos, três vezes ao dia, principalmente para quem é da área da saúde. 

  1. Relacionamento

Estabeleça uma conversa através de um conteúdo autêntico, original, humano, real. As pessoas vão responder e você vai interagir produzindo o conteúdo que elas querem ver e consumir. 

Quer ver mais detalhes sobre este assunto? Assista essa palestra que foi gravada e está no seu portal. 😉


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Se você deseja mudar o seu estilo de vida, está em busca de mais qualidade e novos sonhos, a Fapuga pode ajudá-lo a começar algo novo este ano.

© 2022 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - TERMOS DE PRIVACIDADE                        Feito pelo Grupo Puga&Nunes ❤